sexta-feira, 27 de abril de 2012

Fabricantes e Produtores de Cortiça e seus Derivados em Almada e Seixal



CACILHAS
Santos & Monteiro
Estevam R. Pilo & Filho
Symington & C.ª

CARAMUJO
Francisco Ribeiro Lda.
Augusto António dos Santos
Veríssimo & C.ª
Manuel Custódio Veríssimo
Manuel Antão Júnior
Antão Ferreira & Marques Lda.
Polónio Febrero & Filhos
Abílio Vieira
Wiliam Rankin & Sons
Schuler de Torres Lda.
Marques Antero & C.ª Filhos

SEIXAL
Mundet & C.ª Lda.
C. G. Wicander

(Boletim Corticeiro, 13 de Agosto de 1925)



(revisão 29-9-2014)
Henry Bucknall & Sons
Corticeira instalada na Margueira Velha, na segunda metade do século XIX. Os estatutos da empresa «Henry Bucknall & Sons Limited», datados de 25 de Setembro de 1890, foram publicados no Diário do Governo de 29 de Novembro de 1890. Tinham então como accionistas:
Henry Corfiel Bucknall, negociante, morador 22, Crutched Friars, E.C.
James Lloyd Bucknall, negociante, idem
Richard Corfiel Bucknall, negociante, idem
Percival Preeston, corretor de fundos, morador em 61, Old Broad Street, E.C.
Tho.º Heckels, caixeiro, morador em 3, Carisbrooke Terrace, B. Lackheath, S.E.
Walter Robinson, advogado, morador em 20, Gledhow Gardens, S.W.
Albert Diacon, negociante, morador em 12, Fenchinc Street, E.C.

Participavam ainda no acordo de empresa embora não como accionistas:
John Stafford Bucknall
Henry Lehead Bucknall
William St. Vicent Bucknall

RUI M. MENDES
Caparica, 27 de Abril de 2012

Revisão em 22 de Maio de 2012

De acordo com Luís Milheiro, poeta e investigador almadense, havia ainda mais uma corticeira em Almada:
MARGUEIRA
César Augusto Abrunhosa

Pensamos que poderá ter sido instalada depois de 1925.

4 comentários:

  1. e eu é que não conhecia os teus blogues, Rui, muito bons.

    em relação à cortiça, em Cacilhas também havia o César Abrunhosa (na Margueira), mas pode ter aberto a sua oficina mais tarde...

    ResponderEliminar
  2. Caro Luís,

    Essa informação poderá ser-me bastante útil. Se for aqui

    http://sobreaponte.blogspot.pt/2012/06/o-negocio-corticeiro-no-alentejo.html

    perceberá porquê!

    Em meados de Setembro ou até antes contacta-lo-ei.

    ResponderEliminar
  3. Não sei a data de constituíção da César Abrunhosa que comprou a fábrica e residência de Piló na Margueira. Posso dizer que metade da firma foi comprada por Manuel Gomes Avelar em princípios dos anos quarenta. A fábrica deixou de funcionar em finais dos anos cinquenta. Como nasci no Chalet Alda ainda tenho uma vaga memória do seu funcionamento.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigado pelo comentário, que muito agradeço ...

      Cumpts.,

      Rui Mendes

      Eliminar